FUMAS | http://fumas.jundiai.sp.gov.br

Maria Januária de Moraes Jordão (Baronesa do Japy)

Principal atividade ou função histórica: ação social
Nascimento: 19/09/1821
Sepultamento: 04/12/1912
Localização: Quadra 30
Estilo arquitetônico: Clássico
Descrição do jazigo:
Sepultura em mármore ladeado por quatro colunas possuindo, na cabeceira, um pedestal de mármore que sustenta a escultura de um anjo feita em um único bloco de mármore.

Dados biográficos e menção histórica:

Casada com Joaquim Benedito de Queiroz Telles (Barão do Japy), seu sobrinho por parte de mãe, Maria Januária teve 13 filhos com ele. Naquela época, era comum que as famílias de posses fizessem casamentos entre seus próprios membros para evitar que o patrimônio se dividisse. A Baronesa do Japy foi grande benemérita da igreja local, doando-lhe vários imóveis e prestando assistência aos pobres. A cidade lhe prestou homenagem dando seu nome ao trecho desmembrado da Rua Bom Jesus de Pirapora (antiga Rua Santa Cruz), que atualmente se chama Rua Baronesa do Japi (Código Municipal do Logradouro: 0246-1).