FUMAS | https://fumas.jundiai.sp.gov.br

Sepulturas que contam histórias

“Dizem que você morre duas vezes. Uma vez, quando você pára de respirar, e uma segunda vez, um pouco mais tarde, quando alguém diz seu nome pela última vez.”

Banksy

Ao andar pelas ruas e quadras do Cemitério Nossa Senhora do Desterro, não se espante ao se deparar com uma plaquinha de aço inox com um código de QR Code colada em uma sepultura. O motivo é bem simples: ela foi colocada para contar um pouco da história da pessoa ali sepultada.

Endereço de personalidades que fizeram parte da história de Jundiaí, o Cemitério Nossa Senhora do Desterro resgata, através do projeto “Sepulturas que contam histórias”, um pouco da memória de alguns personagens que contribuíram, cada um dentro do seu segmento, para que Jundiaí se tornasse o município grandioso que hoje conhecemos.

Ao encontrar uma das plaquinhas, aponte o seu celular para que faça a leitura da mesma (caso seu aparelho seja um modelo mais antigo, baixe um aplicativo gratuito de leitura).

Você será direcionado imediatamente ao histórico da personalidade, transcrito no site da Fundação Municipal de Ação Social (FUMAS), responsável pela administração do Serviço Funerário Municipal de Jundiaí.

Os históricos são frutos de compilações de informações publicadas pela imprensa local e também em várias fontes de conhecimento público.

Estão divididos em quatro categorias:

Personagens Históricos (personalidades que figuraram na sociedade e política local do final do século 19 e início do século 20, como o Barão de Jundiahy e Conde do Parnahyba, entre outros)

Personagens Urbanos (como o engenheiro Leonardo Cavalcanti, que nos anos 20 morreu eletrocutado ao fazer uma inspeção pela linha férrea da Companhia Paulista e a jovem Maria Polito, que em 1900 foi vítima de feminicídio praticado pelo próprio marido)

Prefeitos de Jundiaí (incluindo alguns intendentes, que era o cargo responsável pela cidade antes da Proclamação da República)

Professores Inesquecíveis (muitos deles, inclusive, que emprestam seus nomes a escolas de Jundiaí).

Para conhecer todos os históricos personalidades contados através desse projeto, basta acessar diretamente o site da FUMAS, pelo endereço www.fumas.jundiai.sp.gov.br, dentro do campo “Sepulturas que contam histórias”.