FUMAS | https://fumas.jundiai.sp.gov.br

Ernesto Gould

Principal atividade ou função histórica: Sindical
Nascimento: 18/03/1870
Sepultamento: 29/05/1906
Localização: Quadra 9
Descrição do jazigo: Sepultura revestida de argamassa com obelisco em forma piramidal, simbolizando a liberdade.


Dados biográficos e menção histórica:

Em 27 de maio de 1906, funcionários das oficinas da Companhia Paulista de Estradas de Ferro desencadearam uma greve trabalhista em solidariedade a alguns colegas que foram punidos pela direção da empresa por não aceitarem suas transferências para a cidade de Campinas que, na época, sofria uma grande epidemia de febre amarela.

Os grevistas reivindicavam a reintegração ao trabalho dos colegas punidos, fazendo um grande ato público em frente à igreja matriz. O movimento foi dispersado pela Força Pública local, o que provocou um confronto físico entre os grevistas e os guardas. Neste confronto, dois grevistas foram baleados: Ernesto Gould e Manoel Dias, que vieram a falecer alguns dias depois.

O movimento é considerado a primeira greve de trabalhadores brasileiros. Os túmulos dos mortos de ambos – idênticos, com uma escultura em forma de pirâmide sobre a lápide – foram custeados pelos seus colegas de trabalho, que fundiram nas próprias oficinas da Companhia Paulista os medalhões que simbolizavam a liberdade, colocados nos pedestais.